Instituição de ensino superior arremata prédio da Santa Casa por R$ 9,3 milhões em leilão judicial
29 de fevereiro de 2020
Em manhã histórica, Justiça determina o pagamento de indenizações a 75 ex-funcionários da Santa Casa após 16 anos de espera.
11 de março de 2020
Exibir tudo

Santa Casa de Misericórdia pagará 3 milhões de reais em indenizações trabalhistas e acidentárias

A cerimônia alusiva ao pagamento será realizada na manhã do dia 11 de março no auditório da FIEAM

A Santa Casa de Misericórdia de Manaus dará início ao pagamento dos acidentados e ex-trabalhadores da entidade, que aguardam há mais de 15 anos pelo recebimento de seus créditos. O primeiro beneficiado será um homem de 62 anos.

Há 50 anos, a vida de Fausto Bivaqua mudou drasticamente. Em 14 de janeiro de 1970, ele teve as pernas esmagadas em decorrência da explosão das caldeiras da Santa Casa de Misericórdia. Na época do acidente, Seu Fausto tinha onze anos e brincava com quatro colegas na calçada da Instituição. Atualmente, ele se locomove com dificuldade por conta da amputação de sua perna direita, cuja funcionalidade ficou comprometida após ser atingida pelas pedras expelidas do muro da entidade. O acidente matou três pessoas e outras cinco ficaram feridas. Hoje, o local está fechado para reformas e, dentro de alguns anos, servirá como hospital universitário.

Pagamentos

Três milhões de reais serão destinados à quitação dos créditos de 75 dos 119 trabalhadores cujos direitos foram assegurados pela Justiça do Trabalho, o que corresponde a aproximadamente dois terços do passivo trabalhista. Os demais ex-funcionários serão pagos mensalmente, à medida que os depósitos forem realizados pela instituição de ensino superior que, em 21/11/2019, arrematou, em leilão judicial, o imóvel histórico onde funcionou a Santa Casa de Misericórdia de Manaus. Até o final de 2020, todos os trabalhadores receberão os seus créditos. Posteriormente, a entidade pagará o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) devido aos ex-funcionários.

Ao ser indagado sobre a atual conjuntura, o interventor judicial da entidade, Tiago Queiroz, declarou: “Vivemos um momento histórico. A angústia de décadas de espera terá fim. Em tempos de crise econômica, esses recursos são extremamente bem-vindos, pois possibilitarão aos beneficiários – muitos deles desempregados – a melhoria das condições de vida de suas famílias. Apesar do pessimismo em torno do projeto, da ausência de centavo algum em caixa e da falta de êxito das seis estratégias anteriores, esse sonho se tornará realidade na sétima tentativa, após quase seis anos de incansável trabalho de nossa administração. Estamos muito satisfeitos com o desfecho da primeira etapa do planejamento, mas é necessário que avancemos. A partir de agora, batalharemos para reativar a Santa Casa de Misericórdia de Manaus como unidade de saúde em outro local da cidade. Esse é o nosso objetivo principal”.

O tão aguardado pagamento será celebrado na manhã do dia 11 de março, no auditório da FIEAM. Participarão do evento membros do Judiciário, do Ministério Público e da Defensoria Pública Estaduais, além do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), da Comissão de Interventores da entidade e da imprensa local.

Serviço

O quê: Cerimônia de pagamento de indenizações de ex-funcionários e acidentados da Santa Casa de Misericórdia de Manaus

Quando: 11/03/2020 (quarta-feira)

Horário: 09:00

Local: Auditório da FIEAM (Av. Joaquim Nabuco, 1919 – Centro)

Contato: Assessoria de Comunicação: 99259-9337 - Marla Freire